Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/10869/3826
Tipo: Monografia(Graduação)
Título: O imaginar da criança na obra a Bolsa Amarela: um encontro entre a fantasia e o real na dicção poética de Raquel e de Lygia Bojunga
Autor(es): Carvalho, Francirleide Caldeira de
Abstract: O presente trabalho objetiva estudar a prosa poética de Lygia Bojunga, buscando apreender o jogo poético da imaginação, articulada ao devaneio e às imagens cósmicas que enriquecem as estórias infantis, em especial a obra A Bolsa Amarela. A pesquisa inicia-se com a apresentação dos pressupostos teóricos, que esclarecerão os elementos essências às obras literárias que têm a infância como o princípio imaginativo e operativo que estrutura a sua poeticidade. Com efeito, o primeiro capítulo apresenta os grandes filósofos que se dedicam a poetizar a infância, a imaginação e a memória, surpreendendo o devaneio e a linguagem no jogo anímico de formar as imagens poéticas. Seguem-se no segundo capítulo, uma breve apresentação da autora Lygia Bojunga, ressaltando-se os procedimentos estéticos, no jogo ambíguo entre realidade e ficção, peculiares à forma como a escritora impulsiona e mobiliza o imaginário do leitor. Em sequência, nesse mesmo capítulo, trazemos algumas reflexões sobre a prosa poética A Bolsa Amarela, sublinhando o imaginar da criança, em seu processo de descoberta e autoconhecimento, exercícios do devaneio poético os quais atravessam o horizonte existencial da personagem. Por fim, ressaltamos que, nas obras infantis, o poeta busca a partir das “memórias inventadas” reacender para si e para seus leitores, a infância. Infância que vigora e anima a imaginação do homem.
The present work aims to study the poetic prose of Lygia Bojunga, seeking to understand the poetic play of imagination, reverie and articulated to the cosmic images that enrich children's stories, in particular the work Purse Yellow. The research begins with the presentation of the theoretical assumptions that clarify the elements essences to literary works that have childhood as imaginative and operating principle that it’s poetic structure. Indeed, the first chapter introduces the great philosophers who engage in poetizar childhood, imagination and memory, reverie and surprising language in the game form the soul of poetic images. Here is the second chapter, a brief presentation of the author Lygia Bojunga , emphasizing aesthetic procedures in ambiguous game between reality and fiction , the peculiar way the writer drives and mobilizes the imagination of the reader . In sequence, this chapter, we present some reflections on the poetic prose Purse Yellow, highlighting the figure of the child in the process of discovery and self-knowledge, exercises poetic reverie which traverse the existential horizon of character. Finally, we note that, in children's books, the poet seeks from “invented memories " rekindle for you and your readers, childhood. Childhood in force and animates the imagination of man
Palavras-chave: Imaginação
Infância
Criança
Linguagem
Lygia Bojunga
A Bolsa Amarela
Letras
Citação: CARVALHO, Francirleide Caldeira de. O imaginar da criança na obra a Bolsa Amarela: um encontro entre a fantasia e o real na dicção poética de Raquel e de Lygia Bojunga. 2013. 48 f. Monografia (Letras) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/10869/3826
Data do documento: 28-Nov-2013
Aparece nas coleções:Letras (Graduação)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Francirleide Caldeira de Carvalho.pdfMonografia(Graduação)822.6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons