Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/10869/5290
Type: Monografia(Graduação)
Title: Perfil do agressor de idoso com demência de uma unidade especializada de atenção geriátrica e gerontológica do Distrito Federal no período de 2008 a 2012.
Authors: Peres, Priscila
Bueno, Elissandra Regina
Abstract: A expectativa de vida da população vem aumentando nos últimos anos, principalmente nos países em desenvolvimento, e com isso um aumento de casos de doenças que comprometem a funcionalidade física e mental do idoso, como a demência. A demência é uma doença degenerativa progressiva, que gera uma necessidade de cuidados específicos, e então se faz necessário o auxilio de um familiar ou um cuidador contratado (formal). A família é tida como a principal fonte de apoio quando ocorre incapacidade ou dependência no idoso, acaba sendo ela a principal cuidadora, mesmo desconhecendo a evolução da patologia. Essa falta de informação e despreparo faz com que o familiar cuidador entenda as alterações comportamentais do idoso como implicância, gerando um conflito no núcleo familiar. O idoso demenciado tende a ser mais fragilizado, somando isso ao conflito familiar, torna-o mais suscetível à violência. A violência contra a pessoa idosa pode se instalar em qualquer forma, podendo ser: violência física, psicológica, sexual, institucional, financeira/patrimonial, negligência/abandono, autonegligência. Para proteger o idoso de possíveis violências ou que elas voltem a ocorrer, existem redes de proteção tanto no nível de saúde (mediação de conflito) como no nível legal/judiciário, pouco divulgadas e não tão bem estruturados. Os objetivos deste estudo são: delinear o perfil do agressor de idoso com demência de uma Unidade Especializada de Atenção Geriátrica e Gerontológica do Distrito Federal, traçando o perfil do idoso demenciado, o tipo de violência sofrida pelo mesmo e a solução proposta pela equipe mediadora de conflito. Quanto à metodologia, trata-se de um estudo retrospectivo documental-descritivo de abordagem quantitativa, baseado em atas da assistencial social que registravam as reuniões de mediação de conflito. Os resultados encontrados neste estudo mostram que os idosos estão sendo violentados por filhos, independente do sexo, com idade de 40 a 60 anos. O idoso violentado na sua maioria são mulheres com idade entre 60 e 80 anos, em fase intermediária de demência, mora com o agressor, que é, em sua maioria, dependente financeiramente do idoso. As violências mais encontradas neste estudo foram a negligência e o abandono, sendo de frequência diária. Os principais motivos encontrados para a violência foram o desconhecimento da doença, a alegação de que os pais seriam capazes de se cuidar sozinhos, a falta de tempo, o conflito familiar no passado e a sobrecarga do cuidador principal. Todos esses motivos foram solucionados na mediação de conflito, não necessitando levar o caso a conhecimento dos órgãos legais que estruturam a rede de proteção do idoso. Com isso fica evidente a necessidade de preparação dos familiares para o cuidado com o idoso demenciado e de estudos que abordem mais esse assunto, para fomentar políticas públicas de enfrentamento à violência. O desafio é a construção de uma rede de apoio articulada para esse idoso e seu familiar.
Keywords: Enfermagem
Demência
Maus-tratos ao Idoso
Mediação/ Negociação
Citation: BUENO, Elissandra Regina; PERES, Priscila. Perfil do agressor de idoso com demência de uma unidade especializada de atenção geriátrica e gerontológica do Distrito Federal no período de 2008 a 2012. 2013. 58 f. Monografia (Enfermagem). Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/10869/5290
Document date: 2013
Appears in Collections:Enfermagem (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elissandra Regina Bueno e Priscila Peres.pdfMonografia(Graduação)1.18 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons