Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/10052
Type: Monografia(Graduação)
Title: Brasil sem corrupção: responsabilidade de todos
Author(s): Filho, Arnaldo Oliveira dos Santos Sampaio
First Advisor: Dalmoro, Jefferson
Summary: A corrupção é um mal que atinge a sociedade como um todo, seja no âmbito político ou nas relações diárias. Os casos dela no Brasil são muito grandes, sendo que muitos se arrastam na justiça até hoje pela sangria dos cofres públicos. Em junho de 2013, ocorre uma revolta popular. Brasileiros de todas as classes, cores e culturas se unem para debaterem e dizerem não à corrupção. Percebe-se uma oportunidade para o desenvolvimento de um trabalho mais amplo e estratégico para acrescentar valor e importância a esse grito. As fronteiras da corrupção são muito mais largas do que podemos imaginar, principalmente no âmbito das relações diárias. Sabemos que política e sociedade caminham juntas. Sendo que a política significa tudo o que está relacionada à cidade, e conseqüentemente, o que é urbano, civil, público, e até mesmo sociável e social. Na campanha apresentada nesse trabalho, você verá uma comunicação informativa, onde chamaremos a atenção do público-alvo onde a primeira mudança precisa começar em nós mesmos, na tentativa de persuasão para a necessidade de uma mobilização social para combater este mal na sociedade como um todo. A corrupção é um problema de todos. A negligência política é a conseqüência da passividade do povo, da falta de conscientização política e da busca pelo conhecimento. Diante desses fatos, faz-se necessária uma mobilização social, uma campanha para combate à corrupção, seja ela de cunho político, ético, moral ou social.
Abstract: Corruption is an evil that affects society as a whole, whether in the political or in everyday relationships. The cases of it in Brazil are very large, and many have dragged on justice today by bleeding the public coffers. In June 2013, a popular uprising occurs. Brazilians of all classes, colors and cultures come together to discuss and say no to corruption. Perceives an opportunity to develop a broader and more strategic to add value and importance of the work that cry. The borders of corruption are much wider than we can imagine, especially in the context of everyday relationships. We know that politics and society go together. Since the policy means everything that is related to the city and consequently, what is urban, civil, public, and even gregarious and social. In the campaign presented in this study, you will see an informational communication in which we will call the attention of the audience where the first change must start in ourselves, in an attempt to persuade the need for social mobilization to combat this evil in society as a whole. Corruption is a problem at all. The policy is the result of negligence passivity of the people, the lack of political awareness and quest for knowledge. Given these facts, it is necessary a social mobilization campaign to fight against corruption, be it political, ethical, moral or social nature.
Keywords: Publicidade e Propaganda
Corrupção
Política
Sociedade
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Educação, Tecnologia e Comunicação
Program: CST - Publicidade e Propaganda
Citation: FILHO, Arnaldo Oliveira dos Santos Sampaio. Brasil sem corrupção: responsabilidade de todos. 2013. 36 f. Monografia (Graduação em Publicidade e Propaganda) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/10052
Document date: 2013
Appears in Collections:Comunicação Social - Publicidade e Propaganda (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArnaldoOliveiraDosSantosSampaioFilhoTCCGRADUACAO2013.pdfMonografia(Graduação)2.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.