Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11259
Tipo: Artigo
Título: Flexibilidade metabólica, resistência à insulina e obesidade, três vértices do mesmo problema
Autor(es): Fernandes, Felipe Marcelino de Lima
Chaves, Lucas Pereira
Primeiro Orientador: Souza, Maria Fernanda Castioni Gomes de
Resumo: Flexibilidade metabólica é a capacidade do organismo de adaptar a oxidação do combustível à sua disponibilidade. A incapacidade de modificar essa oxidação em resposta a mudanças na disponibilidade de nutrientes tem sido implicada no acúmulo de lipídios intramiocelulares (IMCL) e na resistência à insulina. Assim, a rigidez na mudança das vias metabólicas e seleção de substratos independente do momento alimentado ou jejum em variados órgãos e células é conhecido como inflexibilidade metabólica, o que sugere em alguns estudos que essa resistência do organismo em selecionar o substrato mais fisiológico é prejudicial à saúde. Avaliando a variação da atividade mitocondrial entre indivíduos resistentes à insulina e indivíduos eutróficos em relação a estrutura e a função dessas organelas, é possível identificar que a disfunção mitocondrial pode contribuir para a inflexibilidade metabólica e a própria resistência à insulina. A disfunção mitocondrial está no centro de muitos distúrbios metabólicos, como obesidade e diabetes mellitus tipo 2. As deficiências mitocondriais limitam a capacidade dos tecidos de oxidação de gordura, levando à um acúmulo de lipídios em tecidos não adiposos, como o músculo esquelético. Os IMCL são usados como combustível durante o exercício regular, mas o acúmulo de lipídios no tecido não adiposo também está altamente associado à resistência à insulina. Em indivíduos obesos, a função mitocondrial comprometida contribui para o aumento da lipotoxicidade. Esse excesso de lipídio tem interferência na sinalização da insulina, sendo um dos principais aspectos que podem contribuir com a resistência. Portanto quanto menor a capacidade do organismo de oxidar o lipídio em função da sua disponibilidade, menor a sensibilidade à insulina.
Palavras-chave: Flexibilidade metabólica
Obesidade
Resistência à insulina
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Católica de Brasília
Sigla da Instituição: UCB
Departamento: Escola de Saúde e Medicina
Programa: Nutrição (Graduação)
Citação: FERNANDES, Felipe Marcelino de Lima; CHAVES, Lucas Pereira. Flexibilidade metabólica, resistência à insulina e obesidade, três vértices do mesmo problema. 2018. 17 f. Artigo (Graduação em Nutrição) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11259
Data do documento: 2018
Aparece nas coleções:Nutrição (Graduação)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FelipeMarcelinodeLimaFernandesTCCGraduacao2018.pdfArtigo429.22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.