Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11270
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Quadrelli, Isabela Parente-
dc.creatorAlbuquerque, Suzielen Gonçalves-
dc.date.accessioned2018-08-14T11:40:31Z-
dc.date.available2018-08-13-
dc.date.available2018-08-14T11:40:31Z-
dc.date.issued2018-06-28-
dc.identifier.citationALBUQUERQUE, Suzielen Gonçalves. Jogo perigoso: o abuso sexual intrafamiliar e as algemas do silêncio. 2018. 34 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11270-
dc.description.resumoO abuso sexual contra crianças e adolescentes e suas consequências tem tomado maior visibilidade nos últimos tempos. Apesar de toda repercussão ainda há uma barreira que precisa ser rompida: o silêncio da vítima. Compreende-se silêncio como a não elaboração da vivência abusiva, ou seja, a não verbalização do ocorrido e a impossibilidade de pensá-lo. Isso ocorre porque o ato abusivo comporta um tipo de proibição, implícita ou explícita, de comentá-lo. O abuso sexual refere-se à dominação do maior em relação ao menor, do que possui mais recursos em relação ao mais frágil, obrigando este último a satisfazer suas vontades sexuais. O abuso pode ser intrafamiliar ou extrafamiliar.Contudo, o presente estudo delimitou-se a investigação do abuso sexual intrafamiliar. Trata-se de uma relação incestuosa, cuja classificação também abrange pessoas que não possuem consanguinidade com a vítima, mas desempenham um papel parental. A referida dinâmica dificulta a revelação por envolver pessoas próximas à criança, às quais a mesma pode direcionar confiança e afeto. Para que o abuso intrafamiliar perdure é necessária a coparticipação de outros membros da família, ainda que essa cumplicidade não seja totalmente consciente. Dessa forma, a revelação pode significar a dissociação da criança daquele grupo familiar. Todavia, quando a vítima não tem a oportunidade de falar sobre o que aconteceu, fica fadada a adaptar-se e achar um meio de sobreviver ao abuso, sem a possibilidade de enfrentamento e de redução dos danos. Sendo assim, este estudo objetivou discutir aspectos sociais e individuais e os impactos do silenciamento do abuso sexual intrafamiliar com crianças, partindo da análise do filme Jogo Perigoso (Gerald’s Game), adaptação da obra literária de Stephen King. O filme foi explorado segundo a análise de conteúdo de Bardin, a qual gerou quatro categorias. Na categoria algemas foram abordadas as questões psicossociais e os fatores mantenedores da dinâmica abusiva. A categoria silêncio agrupa conteúdos relacionados à dificuldade de reconhecer o abuso sexual como tal e questões que impedem a vítima de entrar em contato com a vivência abusiva de forma que a verbalização e até mesmo o pensar no ocorrido não se torna possível. A categoria escuridão refere-se a aspectos do abuso em si, à infância escurecida pelo ato abusivo. A sobrevivência trata-se do enfrentamento da vivência abusiva, do acesso à dor e à capacidade de ressignificação e resiliência. Compreende-se que a dinâmica do abuso é sustentada por múltiplos fatores que vão do âmbito social ao individual. Apesar disso, à medida que as vítimas de abuso sexual entram em contato com a situação abusiva vivenciada, apesar de acessar a dor que a lembrança pode trazer, há a oportunidade de elaboração dos fatos, de ressignificar o ocorrido e de resiliência, o que colabora para uma melhor qualidade de vida e uma atenuação aos danos causados pelo abuso. Além de atuar de modo preventivo a novas situações abusivas e contribuir para a interrupção de um padrão nocivo de relacionamento.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Micaella Souza (micaella.souza@ucb.br) on 2018-08-13T20:30:50Z No. of bitstreams: 1 SuzielenGonçalvesAlbuquerqueTCCGraduação2018.pdf: 422100 bytes, checksum: 24d887d6911ab48b425c49f8bfc5f809 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Sara Ribeiro (sara.ribeiro@ucb.br) on 2018-08-14T11:40:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 SuzielenGonçalvesAlbuquerqueTCCGraduação2018.pdf: 422100 bytes, checksum: 24d887d6911ab48b425c49f8bfc5f809 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-14T11:40:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 SuzielenGonçalvesAlbuquerqueTCCGraduação2018.pdf: 422100 bytes, checksum: 24d887d6911ab48b425c49f8bfc5f809 (MD5) Previous issue date: 2018-06-28en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Saúde e Medicinapt_BR
dc.publisher.programPsicologia (Graduação)pt_BR
dc.publisher.initialsUCBpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAbuso sexualpt_BR
dc.subjectSilênciopt_BR
dc.subjectIncestopt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApt_BR
dc.titleJogo perigoso: o abuso sexual intrafamiliar e as algemas do silênciopt_BR
dc.typeMonografia(Graduação)pt_BR
Appears in Collections:Psicologia (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SuzielenGonçalvesAlbuquerqueTCCGraduação2018.pdfMonografia412.21 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.