Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11795
metadata.dc.type: Artigo
Title: Análise comparativa da aptidão física entre crianças hemiplégicas e crianças saudáveis
metadata.dc.creator: Mendes, Gisele Soares
Santos Filho, Gildo Pereira dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Borges, Maria Beatriz Silva e
metadata.dc.description.resumo: A diminuição na eficiência da caminhada é uma das principais conseqüências de deficiência física em crianças hemiplégicas. A forte co-ativação da musculatura antagonista dos membros inferiores e a alta potência mecânica estão associadas ao grande consumo de oxigênio nessa população, que pode estar até três vezes maior em relação ao grupo não hemiplégico. Objetivos: Comparar a eficiência mecânica entre crianças portadoras de hemiplegia espástica e crianças não hemiplégicas durante a marcha em teste ergoespirométrico em esteira. Métodos: Foram selecionadas 10 crianças hemiplégicas (5 meninos e 5 meninas, com idade de 8,6 ± 4,0 anos; 128,8 ± 20,2 cm de estatura; 29,8 ± 14,5 Kg de peso ) e 10 crianças com desenvolvimento normal (6 meninos e 4 meninas, com idade de 9,5 ± 2,7 anos; 126,9 ± 46,4 cm de estatura; 34,4 ± 8,1 Kg de peso), entre 4 e 14 anos, que realizaram teste ergoespirométrico com protocolo de rampa de 10 minutos em esteira. Resultados: O tempo total de teste em crianças hemiplégicas foi inferior (7:07 ± 0,1 min), apresentando diferença estatística (p ≤ 0,01) quando comparado com o grupo controle (9:43 ± 0,02 min) e nas variáveis Limiar Anaeróbio, Ponto de Compensação Respiratória e VO2pico. Na relação VCO2/VO2, o grupo hemiplégico manteve valores maiores (p ≤ 0,05) durante o teste. Na análise do custo de Freqüência Cardíaca, houve diferença (p ≤ 0,05) entre os grupos, com valores maiores para o grupo hemiplégico. Conclusão: As crianças hemiplégicas apresentaram capacidade aeróbia inferior ao de crianças saudáveis, demonstrando que o comprometimento neuromuscular interfere na eficiência mecânica da marcha no teste ergoespirométrico de crianças hemiplégicas, avaliada pelo custo de VO2 e Freqüência Cardíaca.
Abstract: A decrease in efficiency of walking is one of main causes of physical disability in hemiplegic children. The strong co-activation of the lower limbs antagonist muscles and high power are mechanically linked to high consumption of oxygen in this population, which can be up to three times compared with the healthy group. Aim: To compare the mechanical efficiency between children with spastic hemiplegia and healthy children during the gait in ergoespirometric test in treadmill. Methods: 10 hemiplegics children (5 boys and 5 girls, aged 8.6 ± 4.03 years, height 128,8 ± 20,2 cm; weight 29,8 ± 14,5 Kg) and 10 children with normal development (6 boys and 4 girls, aged 9.5 ± 2.7 years; height 126,9 ± 46,4 cm; weight 34,4 ± 8,1 Kg) were selected, between 4 and 14 years of age, to perform ergoespirometric test with the ramp protocol of 10 minutes in treadmill. Results: Hemiplegics children finished the test in less time (7:07 ± 0,1 min), (p ≤ 0.01) compared with the control group (9:43 ± 0,02 min) in the anaerobic threshold, respiratory compensation point and VO2peak. In VCO2/VO2 relation, the hemiplegic group was higher values (p ≤ 0.05) during the test compared with control group. In the analysis of the heart rate cost, there was significance difference (p ≤ 0.05). Conclusion: Hemiplegic children showed lower aerobic capacity than healthy children and this results can be related with the neuromuscular commitment wich interfered in mechanical efficiency in ergoespirometric gait of hemiplegics children.
Keywords: Fisioterapia
Hemiplegia espástica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
metadata.dc.publisher.initials: UCB
metadata.dc.publisher.department: Escola de Saúde e Medicina
metadata.dc.publisher.program: Fisioterapia (Graduação)
Citation: MENDES, Gisele Soares; SANTOS FILHO, Gildo Pereira dos Santos. Análise comparativa da aptidão física entre crianças hemiplégicas e crianças saudáveis. 2008. 19 f. Artigo (Graduação em fisioterapia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11795
Issue Date: 2008
Appears in Collections:Fisioterapia (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GiseleSoaresMendesTCCGraduacao2008.pdfArtigo343.15 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.