Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11934
Type: Artigo
Title: A psicologia e o mito da família estruturada
Author(s): Alves, Stephane Lorrane Fernandes
First Advisor: Ribeiro, Maria Alexina
Summary: Apesar das famílias constituídas por pai mãe e dois filhos não se constituírem maioria, este é o modelo da família dita como estruturada, modelo idealizado, ao ponto de se ter discursos psicológicos atrelados à “família desestruturada” sugestivos de possíveis causas de criminalidade, ao fracasso escolar, ao uso de drogas. Uma vez que famílias de baixa renda tendem a se encaixarem melhor no modelo da “família desestruturada”, esses discursos tendem a serem estigmatizantes marcando e excluindo membros dessas famílias. Neste contexto, o objetivo geral desta pesquisa foi identificar os discursos que contribuíram para o mito da família estruturada, por meio de uma revisão de literatura. Como resultado, evidenciou-se que as famílias na contemporaneidade são ainda marcadas com heranças de famílias de séculos passados, em especial da família patriarcal, de modo que composição familiar formada por pai mãe e dois filhos é referência de família. Discursos identificados na atuação de profissionais contribuem para a permanência do modelo de família estruturada, pois há correlações de que a família estruturada proporciona desenvolvimento saudável para os membros de sua família. Em vista disso há teorias psicológicas que estudam famílias, e elas utilizam o termo estrutura para evidenciar o funcionamento familiar. Afim de aprofundar a perspectiva de estrutura familiar como funcionamento da família se utilizou as abordagens familiares, sistêmicas, e as Cibernéticas e suas respectivas influências na compreensão de família.
Abstract: Although families consisting of a mother father and two children do not constitute a majority, this is the model of the family dictated as structured, idealized model, to the point of having psychological discourses linked to the "unstructured family" suggestive of possible causes of crime, failure school, to drug use. Since low-income families tend to fit better into the "unstructured family" model, such discourses tend to be stigmatizing by marking and excluding members of these families. In this context, the general objective of this research was to identify the discourses that contributed to the structured family myth, through a literature review. As a result, it has been shown that families in the contemporary world are still marked with inheritances of families of past centuries, especially the patriarchal family, so that family composition formed by mother father and two children is family reference. Discourses identified in the work of professionals contribute to the permanence of the structured family model, as there are correlations that the structured family provides healthy development for the members of their family. In view of this there are psychological theories that study families, and they use the term structure to evidence family functioning. In order to deepen the perspective of family structure as family functioning we used family and systemic approaches and Cybernetics and their respective influences on family understanding.
Keywords: Psicologia
Família
Estrutura
Desestrutura
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Psicologia (Graduação)
Citation: ALVES, Stephane Lorrane Fernandes. A psicologia e o mito da família estruturada. 2018. 31 f. Artigo (Graduação em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2018.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/11934
Document date: 2018
Appears in Collections:Psicologia (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
StephaneLorraneFernandesAlvesTCCGraduacao2018.pdfArtigo1.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.