Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12166
Type: Artigo
Title: Fluxo de pólen em Tabebuia aurea (Manso) Benth & Hook
Author(s): Zazelis, Jéssica Fontenele
First Advisor: Medeiros, Aline Cabral Braga de
Summary: O Cerrado apresenta a segunda maior diversidade do Brasil, porém sua biodiversidade e riqueza estão sendo ameaçadas devido ao crescimento das cidades, expansões da agricultura e da pecuária. A fragmentação desse bioma afeta a conservação e sobrevivência de espécies que habitam este bioma. Tabebuia aurea (ipê-amarelo, craibeira, paratudo), pertencente à família Bignoniaceae, é uma árvore do Cerrado polinizada por abelhas de grande porte, suas sementes são dotadas de alas e dispersadas pelo vento. Esta espécie possui grande importância para a comunidade local como fornecimento de madeira, paisagismo e fins medicinais. A fragmentação do Cerrado pode levar também a uma redução de variabilidade genética desta espécie. Marcadores microssatélites vem sendo bastante utilizados para servir como guia de estratégias de conservação, para quantificar os efeitos da fragmentação de habitats e compreender estruturas genéticas de populações, fluxo gênico e viabilidade de populações. Neste trabalho estimamos o número de árvores de T. aurea visitadas por abelhas polinizadoras na população do Parque Nacional de Brasília, a partir da análise do conjunto de pólen carregado por estas abelhas, com base em marcadores microssatélites específicos. Dentre as árvores com flor amostradas em uma área de 20 hectares, foi selecionada uma árvore central para a coleta das abelhas que a visitaram ao longo de dez dias. Dez abelhas foram selecionadas, em seguida, foi realizada a retirada dos grãos de pólen que posteriormente foram separados, com auxílio de um microscópio, em dois conjuntos de 20 grãos de pólen para cada uma das abelhas. Foi efetuada a amplificação randômica dos genomas dos grãos de pólen e posteriormente foi feita a amplificação específica utilizando seis locos microssatélites desenvolvidos para T. aurea. Os fragmentos amplificados foram submetidos à eletroforese e, em seguida, os tamanhos dos fragmentos foram determinados juntamente com os genótipos dos indivíduos. Dos locos microssatélites testados, cinco (TAU14, TAU15, TAU20, TAU24, TAU27) foram amplificados. A maioria dos locos amplificados mostraram até dois tipos de alelo, indicando que pertenciam a uma mesma árvore, no entanto, três locos apresentaram mais de dois tipos de alelo, indicando a existência de mais de um doador de pólen. A partir dos resultados, novos conhecimento sobre aspectos ecológicos, genéticos e evolutivos de T. aurea e de seus polinizadores foram gerados e poderão servir de embasamento para projetos futuros direcionados a fluxo de pólen, assim como desenvolvimento de estratégias de conservação e manejo para Tabebuia aurea e outras espécies que habitem o cerrado.
Abstract: Cerrado has the second largest diversity in Brazil, although it’s biodiversity and richness have been threatened by cities and livestock expansion. Biome fragmentation affects survival and conservation of species that take this biome as their habitat. Tabebuia aurea (ipê-amarelo, craibeira, paratudo), belongs to Bignoniaceae family, it’s a Cerrado tree that is pollinated by large bees, their seeds are full of aisles and dispersed through the wind. This specie has a great impact for the locals as wood supply, landscaping and medical purposes. Cerrado fragmentation can lead also to a reduction of genetic variability of this specie. Microsatellites markers has been used lately as a guide of strategies for conservation, to quantify effects of habitat fragmentation and understand genetic population structure, gene flow and population viability. In this study, we estimate the number of T. aurea trees visited by pollinating bees on the population of the Parque Nacional de Brasília, starting through the analysis from the pollen carried by those bees, based on specific microsatellites. Among the trees with flowers sampled in a 20 hectares, it was selected a central tree in order to make samples from bees that might visited that free, this was conducted during ten days. Ten bees were selected, and all pollen grains were removed from them, pollen grains was separated using an optical microscope into two sets of 20 pollen grains per bee. A random amplification and a specific amplification using six (6) loci developed for T. aurea pollen grains genome was conducted. Fragments amplified was submitted to electrophoresis, after that fragments were determined together with individuals genotypes. From the tested microsatellites, five (TAU14, TAU15, TAU20, TAU19, TAU24 and TAU27) were amplified. Most of the amplified loci showed two types of allele, indicating that they came from the same tree, indicating more than one pollen donor. From this results, new knowledge involving ecological, genetics and evolutionist aspects of T. aurea and its pollinators were generated, also leading as base to future projects targeted to pollen flow, as develop of new strategies of conservation and management of Tabebuia aurea together with other species that has Cerrado as their habitat.
Keywords: Cerrado
Bignoniaceae
Locos microssatélites
Grãos de pólen
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Exatas, Arquitetura e Meio Ambiente
Program: Ciências Biológicas (Graduação)
Citation: ZAZELIS, Jéssica Fontenele. Fluxo de pólen em Tabebuia aurea (Manso) Benth & Hook. 2016. 30 f. Artigo (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2016.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12166
Document date: 2016
Appears in Collections:Ciências Biológicas (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JessicaFonteneleZazelisTCCGraduacao2016.pdfArtigo1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.