Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12402
metadata.dc.type: Artigo
Title: Muitos deveres e poucos direitos: impacto na saúde mental de donas de casa
metadata.dc.creator: Santos, Erika Tainah Diniz dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Luciana da Silva
metadata.dc.description.resumo: As mulheres têm para si as atividades atribuídas ao cuidado da família e da casa. O trabalho doméstico não pago é, portanto, atribuído à mulher em decorrência da divisão sexual do trabalho doméstico. Esse papel – dito – feminino, e as ações vinculadas a esses papéis, nem sempre são valorizadas ou reconhecidas. Assim, o trabalho da dona de casa passa a ser invisível socialmente e grande parte dos direitos e/ou benefícios previdenciários, trabalhistas e sociais em geral não lhe são atribuídos. Frente a isto, o presente trabalho tem como objetivo compreender se e como a ausência desses direitos impacta na saúde mental dessas mulheres, investigando como as donas de casa se relacionam com a instituição, como os profissionais recebem e as acolhem e também como os direitos dessas mulheres são contemplados nas unidades. Os resultados foram alocados em duas zonas de sentido: Deveres e Direitos. A partir dessas entende-se que os profissionais têm uma visão ampla de saúde e doença ao olhar para essas pacientes, e tentam, em sua maioria, entender o contexto biopsicossocial dessas donas de casa, consequentemente respeitando os direitos das usuárias do Sistema Único de Saúde. Assim, as donas de casa têm vários fatores de risco para o adoecimento mental aos quais os profissionais se mostraram atentos, no entanto seus direitos não são cumpridos completamente dentro das unidades, muito mais por fatores econômicos e políticos do que por descuido dos profissionais, havendo assim o impacto na saúde com intensidade e repercussões diferentes, mas presentes nas vidas das mulheres participantes deste.
Abstract: Women have for themselves the activities attributed to the care of the family and the home. This unpaid domestic work is therefore attributed to women as a result of the sexual division of domestic work. This role - said - feminine, and actions linked to these roles, are almost never appreciated or recognized. In that case the housewife work is socially invisible and most of the rights and/or social security benefits, labor and social in general are not assigned. The objective of this study is to understand if and how the default of these rights impacts on the mental health of these women, investigating how housewives relate to the institution, how the professionals receive and accept them and also how the rights of these women are seen in the units. The results were allocated in two zones of sense: Duties and Rights. From these it is understood that professionals have a broad view of health and disease when looking at these patients, and try, for the most part, to understand the biopsychosocial context of these housewives, consequently respecting the rights of the users of the Unified Health System. Therefore, housewives have several risk factors for mental illness to which the professionals have been aware of, but their rights are not fulfilled completely within the units, much more for economic and political factors than for carelessness of the professionals, having thus impacting on health with different intensity and repercussions, but present in the lives of the women participating in it.
Keywords: Psicologia
Donas de casa
Centros de Atenção Psicossocial - CAPS
Direito à saúde
Saúde mental
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
metadata.dc.publisher.initials: UCB
metadata.dc.publisher.department: Escola de Saúde e Medicina
metadata.dc.publisher.program: Psicologia (Graduação)
Citation: SANTOS, Erika Tainah Diniz dos. Muitos deveres e poucos direitos: impacto na saúde mental de donas de casa. 2019. 63 f. Artigo (Graduação em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2019.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12402
Issue Date: 2019
Appears in Collections:Psicologia (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ErikaTainahDinizdosSantosTCCGraduacao2019.pdfArtigo940.26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.