Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12592
Type: Artigo
Title: Ômega 3 como coadjuvante na prevenção e tratamento das doenças inflamatórias intestinais: uma revisão estruturada
Author(s): Vieira, Pedro Henrique Dutra de Alarcão
Barroso, Leonardo Marczinski
First Advisor: Vieira, Flávio Teixeira
Summary: A etiologia das doenças inflamatórias intestinais (DII) não é muito bem estabelecida, considera-se que envolva uma interação de causas genéticas e ambientais, associadas a alterações na microbiota intestinal e o desequilíbrio do sistema imune, por meio do aumento de citocinas pró-inflamatórias. Dentre os nutrientes utilizados no suporte nutricional, pode-se destacar o ômega 3, que apresenta propriedade anti-inflamatória, sendo sugerido como importante nutriente no manejo da doença. Contudo, o uso do ômega 3 no tratamento dietoterápico das DII não é consensual pela literatura científica. Dito isso, o objetivo desta revisão foi verificar o efeito do consumo dietético ou suplementação de ácidos graxos ômega 3 no tratamento das DII. Foi realizado o levantamento bibliográfico nas bases de dados Medline (via PubMed), SciELO e LILACS. Foram incluídos nesta revisão apenas artigos originais, publicados nos últimos 10 anos, realizados em humanos adultos, sem distinção de sexo e que analisaram o ômega 3 isoladamente. Seis artigos foram incluídos, sendo 3 ensaios clínicos e 3 do tipo observacional (2 coortes prospectivas e 1 caso-controle). Foi evidenciado por 2 coortes representativas que indivíduos que apresentavam maior ingestão de ômega 3, particularmente de ácido docosahexaenóico (DHA), apresentaram menores taxas de incidência de DII. Para indivíduos que já possuíam a doença instalada, o consumo de ômega 3 parece auxiliar na manutenção da remissão. Ao analisar biópsias de mucosas colônicas inflamadas, foram demonstrados maiores níveis de ômega 6 e menores de ômega 3 em sua composição. Alterações no padrão alimentar, associadas a suplementação de ômega 3, foram capazes de gerar uma diminuição da razão 6:3, sendo evidenciados menores teores de ômega 6 e maiores de ômega 3 nas membranas eritrocitárias. Além disso, a suplementação de ácido eicosapentaenoico (EPA), foi capaz de melhorar positivamente a cascata de citocinas, a diferenciação de células caliciformes e a modulação da microbiota intestinal. A suplementação de ômega 3 mostrou-se segura e útil para manutenção da fase de remissão da doença. Portanto, pode-se concluir que o consumo dietético elevado e/ou a suplementação de ômega 3 apresentam efeitos benéficos positivos na prevenção e no tratamento das DII, no entanto são necessários mais estudos, principalmente do tipo experimental e na fase ativa da doença, para garantir a eficácia e segurança do seu uso.
Keywords: Doença de crohn
Retocolite ulcerativa
Doenças inflamatórias intestinais
Ômega 3
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Nutrição (Graduação)
Citation: VIEIRA, Pedro Henrique Dutra de Alarcão; BARROSO, Leonardo Marczinski. Ômega 3 como coadjuvante na prevenção e tratamento das doenças inflamatórias intestinais: uma revisão estruturada. 2019. 14 f. Artigo (Graduação em Nutrição) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2019.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12592
Document date: 11-Jun-2019
Appears in Collections:Nutrição (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PedroHenriqueDdeAlarcãoVieiraTCCGraduacao2019.pdfArtigo384.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.