Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12852
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Marques, Heloísa Maria de Vivo-
dc.creatorFarias, Lorena do Nascimento-
dc.date.accessioned2020-03-25T15:24:49Z-
dc.date.available2020-03-25-
dc.date.available2020-03-25T15:24:49Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationFARIAS, Lorena do Nascimento. A violência de gênero e suas implicações para a saúde mental de mulheres - uma perspectiva das relações sociais. 2019. 34 f. Artigo (Graduação em Serviço Social) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/12852-
dc.description.abstractGender violence against a woman is a multiple and comprehensive type of economic, cultural, political and judicial policy, with an emphasis on mental health. In recent years, these demands have been met as the gender relations and the mental illness of women, provoking a reflection on. This article is proposed in an articulated way, through the critical eye, about a macho and patriarchal Brazilian culture from a gender perspective. Analyzes of the existence of violence between women and their mental feelings bring the historicity of women who are embarrassed between women and men, as well as those that directly interfere in women's mental health, overlapping biological factors. From the methodological point of view, this is a qualitative, bibliographic study through scientific articles, books and documents and exploratory in order to observe and reflect on the current social reality of this theme. A literary review carried out to compose a theoretical framework necessary for an analysis of the data collected, based on an already existing study. In order to ensure that human rights are acknowledged, women and adults will present a hypothesis raised for this study. Important evidence is a challenge to this problem, while literature shows that violence is a risk factor for the mental health of women, whereas the data verified here do not reach those who elaborate as guiding public laws and regulations to elucidate such as The Social Psychiatric and Social Society and Social Society.pt_BR
dc.description.resumoA violência de gênero contra a mulher é um fenômeno múltiplo e complexo que abrange questões históricas, culturais, políticas e judiciais, com destaques relevantes no campo da saúde mental. Nos últimos anos essas demandas atingiram as pautas sobre as relações de gênero e o adoecimento mental de mulheres, provocando a reflexão sobre. O presente artigo se propõe a articular, através de olhar critico, sobre a cultura machista e patriarcal brasileira na perspectiva de gênero. As análises sobre a existência da correlação entre a violência de gênero sofrida pelas mulheres e seu adoecimento mental trouxe o viés da historicidade de suas relações construídas desigualmente entre homens e mulheres, bem como os efeitos interferem diretamente na saúde mental de mulheres, sobrepondo os fatores biológicos. Do ponto de vista metodológico, trata-se de um estudo qualitativo, bibliográfico por meio de artigos científicos, livros e documentos e de caráter exploratório com a finalidade de observar e refletir sobre a atual realidade social dessa temática. A revisão literária realizada visou compor um quadro teórico necessário à análise dos dados coletados, a partir de estudos já existentes. Pôde-se concluir que a prevalência de transtornos mentais em mulheres se da por suas relações sociais desiguais na sociedade e viola seus direitos humanos, fundamentais e sociais, assim confirma a hipótese levantada para esse estudo. Importante evidenciar, que o desafio para essa problemática, embora as literaturas mostrem que a violência é um fator de risco para a saúde mental de mulheres, consiste que os dados indicados aqui não chegam a quem elabora as leis e políticas públicas norteadoras para elucidar como a relação da violência de gênero e o sofrimento psíquico são construídas histórica e socialmente nas sociedades machistas patriarcais.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Rejaine Pereira (rejaine@ucb.br) on 2020-03-25T15:04:56Z No. of bitstreams: 1 LorenadoNascimentoFariasTCCGraduacao2019.pdf.pdf: 776068 bytes, checksum: 0132900a9473e1ff8bf5f2e2f2f2e6d3 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Sara Ribeiro (sara.ribeiro@ucb.br) on 2020-03-25T15:24:49Z (GMT) No. of bitstreams: 1 LorenadoNascimentoFariasTCCGraduacao2019.pdf.pdf: 776068 bytes, checksum: 0132900a9473e1ff8bf5f2e2f2f2e6d3 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2020-03-25T15:24:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 LorenadoNascimentoFariasTCCGraduacao2019.pdf.pdf: 776068 bytes, checksum: 0132900a9473e1ff8bf5f2e2f2f2e6d3 (MD5) Previous issue date: 2019en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Humanidades, Negócios e Direitopt_BR
dc.publisher.programServiço Social (Graduação)pt_BR
dc.publisher.initialsUCBpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectViolência de gêneropt_BR
dc.subjectViolação de direitospt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIALpt_BR
dc.titleA violência de gênero e suas implicações para a saúde mental de mulheres - uma perspectiva das relações sociaispt_BR
dc.typeArtigopt_BR
Appears in Collections:Serviço Social (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LorenadoNascimentoFariasTCCGraduacao2019.pdfArtigo757.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.