Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/13090
Tipo: Monografia(Graduação)
Título: O uso terapêutico de toxina botulínica “A” para o tratamento de pé eqüino em crianças com paralisia cerebral do tipo diplegia: uma revisão bibliográfica
Autor(es): Pereira, Gisele de Sousa
Primeiro Orientador: Borges, Maria Beatriz Silva e
Resumo: A Toxina Botulínica A (TXB-A) é uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum, que age na junção mioneural impedindo a liberação de acetilcolina e, conseqüentemente inibindo a contração muscular. Esta toxina tem sido utilizada para fins estéticos e em diversas alterações neuromusculares, principalmente no tratamento da espasticidade. Em crianças, a causa mais comum de espasticidade, que interfere na mobilidade e contribui para formação de deformidades, é a Paralisia Cerebral, uma desordem da postura e movimento de caráter não-progressivo, devido a uma lesão em um cérebro imaturo, ocorrida por fatores pré, peri, ou pós-natais. Este estudo de revisão bibliográfica teve como objetivo descrever o mecanismo de ação da TXB-A, seus procedimentos de aplicação e indicações, principalmente para o tratamento da deformidade pé eqüino de crianças com Paralisia Cerebral do tipo diplegia, e discutir os resultados de estudos encontrados na literatura. Tais estudos constataram que após o uso de TXB-A em pé eqüino de crianças diplégicas, observou-se uma melhora funcional motora, com aumento da movimentação passiva e ativa de tornozelo, um melhor posicionamento do pé, e melhora da marcha, evitando o tratamento cirúrgico, sendo considerado hoje, um tratamento conservador seguro e bem tolerado.
Abstract: The Botulinum Toxin type A (BTX-A) is a neruotoxin produced for the Clostridium botulinum, that it acts in the mioneural junction hindering the acetylcholine release and consequently inhibiting the muscular contraction. This toxin has been used for aesthetic ends and in diverse neurologicals disturbance, mainly in the treatment of the spasticity. In children, the most common cause of spasticity, that intervenes with mobility and contributes for formation of deformities, is the Cerebral Palsy, a clutter of the position and movement of non-progressive character, had to an injury in an immature brain, occured for factors pre, peri, or post-born. This study of bibliographical revision it had as objective to describe the mechanism of action of the BTX-A, its procedures of application and indications, mainly for the treatment of the equinus foot deformity of children with Cerebral Palsy of the diplegia type, and to argue the results of studies found in literature. Such studies had after evidenced that the use of BTX-A in equinus foot of diplegics’ children, observed a motor functional improvement, with increase of the passive and active movement of ankle, a better positioning of the foot, and improve of the gait, preventing the surgical treatment, being considered today, a conservative treatment safe and well tolerated.
Palavras-chave: Paralisia cerebral
Toxina botulínica A - TXB-A
Espasticidade
Pé eqüino
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Católica de Brasília
Sigla da Instituição: UCB
Departamento: Escola de Saúde e Medicina
Programa: Fisioterapia (Graduação)
Citação: PEREIRA, Gisele de Sousa. O uso terapêutico de toxina botulínica “A” para o tratamento de pé eqüino em crianças com paralisia cerebral do tipo diplegia: uma revisão bibliográfica. 2002. 50 f. Monografia (Graduação em Fisioterapia) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/13090
Data do documento: 2019
Aparece nas coleções:Fisioterapia (Graduação)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GiseledeSousaPereiraTCCGraduacao2002.pdfMonografia(Graduação)1.16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.