Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/13424
metadata.dc.type: Monografia(Graduação)
Title: A Eretz-Israel e a questão árabe-palestina: um breve estudo da estrutura social conflitiva árabe-israelense no Oriente Médio
metadata.dc.creator: Vale Filho, Hélio Carlos Moreira do
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira Júnior, José Romero
metadata.dc.description.resumo: Este estudo é uma pesquisa exploratória na qual o fenômeno explorado é a continuidade insistente do conflito árabe-israelense ao longo do século XX e XXI. Para isso, é utilizado uma abordagem de nível de análise, onde se adentra em três diferentes dimensões de investigação. Essas dimensões são exploradas utilizando-se da linguagem e ferramentas analíticas do construtivismo, partindo da premissa de que o fenômeno é uma estrutura social conflitiva, construída socialmente através de um processo de interação social. O estudo desse processo de interação social se trata, portanto, do nível de análise estrutural, onde a estrutura do conflito é estudada levando em consideração a forma como os atores interagiram durante o tempo. Entretanto, apesar de esse nível de análise fornecer consideráveis informações, ele não responde questões como “o porquê” de os árabes-palestinos terem recusado a paz várias vezes apesar dos esforços positivos dos israelenses. Sendo assim, o estudo entra no nível de análise societal/doméstico para tentar compreender os aspectos societais da sociedade palestina e a formação da identidade dos grupos políticos e terroristas dentro deste conceito político chamado “Estado da Palestina”, e assim, tentar perceber como esses aspectos societais e ideacionais influem no processo e na dinâmica conflitiva. Subsidiariamente, no nível de análise supraestatal é analisada a postura da ONU durante o conflito, isto levando em consideração a ideia teórica de que as Organizações Internacionais, supostamente, são importantes agentes de transmissão das normas da sociedade internacional para a modelagem das políticas estatais e para a ordem e justiça internacional. Entretanto, o que os fatos mostram é que a ONU com a sua condescendência e injustiças não tem contribuído para a transformação de uma estrutura social conflitiva em uma estrutura social cooperativa e pacífica no caso árabe-israelense.
Abstract: This study is an exploratory research in which the phenomenon explored is the persistent continuity of the Arab-Israeli conflict throughout the 20th and 21st centuries. For this, an analysis-level approach is used, where it enters into three different dimensions of research. These dimensions are explored using the language and analytical tools of constructivism, starting from the premise that the phenomenon is a conflicting social structure, socially constructed through a process of social interaction. The study of this social interaction process, therefore, deals with the level of structural analysis, where the structure of the conflict is studied, taking into account the way the actors interacted during the time. However, while this level of analysis provides considerable information, it does not answer questions such as "why" palestinians arab have repeatedly refused peace despite the Israelis' positive efforts. Thus, the study enters the level of societal/domestic analysis to try to understand the societal aspects of Palestinian society and the formation of the identity of political and terrorist groups within this political concept called “State of Palestine”, in order to try to understand, how these societal and ideational aspects influence the conflict process and dynamics. Subsidiarily, at the level of supra-state analysis, the UN posture during the conflict is analyzed, this taking into account the theoretical idea that International Organizations, supposedly, are important agents of transmission of the norms of international society for the modeling of state policies and for international order and justice. However, what the facts show is that the UN with its condescension and injustices has not contributed to the transformation of a conflictive social structure into a cooperative and peaceful social structure in the Arab-Israeli case.
Keywords: Conflito árabe-israelense
Estrutura social conflitiva
Estado da Palestina
Interação social
Identidade
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::OUTROS::RELACOES INTERNACIONAIS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
metadata.dc.publisher.initials: UCB
metadata.dc.publisher.department: Escola de Humanidades, Negócios e Direito
metadata.dc.publisher.program: Relações Internacionais (Graduação)
Citation: VALE FILHO, Hélio Carlos Moreira do. A Eretz-Israel e a questão árabe-palestina: um breve estudo da estrutura social conflitiva árabe-israelense no Oriente Médio. 2020. 54 f. Monografia (Graduação em Relações Internacionais) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2020.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/13424
Issue Date: 2020
Appears in Collections:Relações Internacionais (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HélioCarlosMoreiradoValeFilhoTCCGraduacao2020.pdfMonografia732.41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.