Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/7816
Type: Artigo
Title: A Educação no mundo pós-guerra fria: o enfoque da educação comparada e internacional
Authors: Gomes, Cândido Alberto
Abstract: Em Taipé, jovens estudantes buscam aliviar as tensões recorrendo a milenares técnicas de relaxamento e tentam conciliar a cultura tradicional com o desafio de uma sociedade competitiva e exigente de competência. Em meio aos poluentes engarrafamentos de tráfego, encontram-se lado a lado o culto aos ancestrais e a parafernália da sociedade de consumo. Por sua vez em Budapeste, jovens desfilam pela área comercial da cidade, onde, em contraste com as velhas pontes sobre o Danúbio, se expõem as “novidades ocidentais”. Agora pode-se falar e criticar à vontade, mas o acesso às tais novidades não é de muitos. Nas vitrinas ainda se veem as fotos de formatura das escolas de 2º grau – prova do valor da educação – mas, ao contrário de antes, os concluintes encaram a insegurança do desemprego e o sentimento de pouca valia. Nas calçadas de um bairro de renda alta do Rio de Janeiro, “convivem”, a pouca distância, jovens que alcançam alta escolaridade, mas não têm certeza quanto à concretização dos seus planos profissionais, com jovens favelados, para quem a economia paralela é quase de garantir a subsistência. São eles todos deserdados do “milagre econômico” e do desinteresse de o populismo enfrentar os problemas econômicos e sociais. Em Los Angeles, justapõem-se jovens de talento desenvolvido, que lutarão para ser absorvidos por organizações sofisticadas, e jovens egressos de high de guetos, que não sabem preencher um formulário de emprego e que ninguém quer. Numa cidade industrializada de Portugal, a esperança dos jovens reside em grande parte na educação e na integração pela expansão econômica. A segunda porque, supõem, elevará os salários graças à livre circulação de trabalhadores. Tal esperança é garantida até que sobrevém a recessão, fruto da própria integração europeia. Numa capital árabe, os jovens na escola são ensinados a buscar suas raízes, conciliando no currículo elementos da civilização ocidental com a moral e o civismo baseados no Corão. Estes cenários e personagens, apesar de certas diferenças, são parte do mesmo mundo, um conjunto de arquipélagos, que quase repentinamente se fragmentou quando ruiu o muro entre dois impérios que se consideravam a si mesmos sedes do bem e no outro sede do mal. Esse mundo rompeu a casca do maniqueísmo, após décadas de guerra fria e patenteia dramas comuns, protagonizados por atores cuja cidadania, embora sem o saberem, vai além das fronteiras dos seus países. Apesar de muitos teimarem em olhar para o seu próprio umbigo, não podem resistir ao impacto de processos de mudança que percorrem o mundo, ora aqui como vendaval, oral ali como brisa suave. Todos, porém, são dependentes, quer queiram, quer não.
Citation: GOMES, Cândido Alberto. A Educação no mundo pós-guerra fria: o enfoque da educação comparada e internacional. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 64, out./dez., 1994.
Access Type: Acesso Restrito
URI: http://twingo.ucb.br:8080/jspui/handle/10869/581
https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/7816
Document date: Dec-1994
Appears in Collections:PPG - Revistas e Artigos Científicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Educação_mundo pós-guerra fria_enfoque.pdf681.83 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons