Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/8957
Type: Monografia(Graduação)
Title: Efeitos da vitamina D na esclerose múltipla
Author(s): Reis, Débora Silva dos
First Advisor: Rezende, Antônio
Summary: A Esclerose Múltipla é uma doença autoimune que atinge o sistema nervoso central, com dano à mielina, camada protetora das fibras nervosas. Ainda não se sabe com clareza a etiologia da doença, mas algumas evidências apontam para a existência de diversos fatores que, de forma conjunta, favorecem o surgimento dessa condição, tais como: ambiente, contaminação por vírus e hereditariedade. A incidência da Esclerose Múltipla não é uniforme em todo o mundo, apresentando maior prevalência em países localizados em altas latitudes. Devido à menor incidência de raios solares nesses países, acredita-se que há uma relação entre o desenvolvimento de esclerose múltipla e os baixos índices de Vitamina D, a qual é conhecida por seu efeito protetor sobre o sistema imunológico. A maior fonte de Vitamina D provém da síntese cutânea, catalisada pelas irradiações ultravioletas. As fontes alimentares contribuem apenas com uma pequena parcela das necessidades diárias. A Vitamina D não é apenas sugerida na prevenção do desenvolvimento da Esclerose Múltipla, mas também no tratamento, ajudando a prevenir e amenizar alguns sintomas específicos. Apesar dos avanços nesse campo nos últimos anos, os estudos não são conclusivos a respeito do papel da Vitamina D em relação à Esclerose Múltipla. O que sabe até o momento é que a exposição aos raios solares na tenra idade reduz drasticamente as chances de desenvolvimento desta doença.
Abstract: The multiple sclerosis is an autoimmune disease that affects the central nervous system, damaging the myelin, the protective layer of the nerve fibers. The etiology of multiple sclerosis is not fully known, but some evidence points to the existence of several factors that, together, favoring the emergence of this condition, such as: environment, virus infections and heredity. The incidence of multiple sclerosis is not uniform throughout the world, with higher prevalence in countries located at high latitudes. Due to the lower incidence of sunlight in these countries, it is believed that there is a relationship between the development of multiple sclerosis and low levels of Vitamin D, which is known for its protective effect on the immune system. The major source of Vitamin D comes from the cutaneous synthesis, catalyzed by ultraviolet irradiation. Food source contribute only a small portion of the daily needs. Vitamin D is not only recommended to prevent the development of multiple sclerosis, but also to treat, helping to prevent and to alleviate some specific symptoms. Despite the progress in this field in recent years, the studies are not conclusive about the role of Vitamin D in respect of multiple sclerosis. What is know so far is that exposure to sunlight at tender age dramatically reduces the chances of developing this disease.
Keywords: Esclerose múltipla
Vitamina D
Sistema imunológico
Doença autoimune
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Nutrição (Graduação)
Citation: REIS, Débora Silva dos. Efeitos da vitamina D na esclerose múltipla. 2014. 40 f. Monografia (Graduação em Nutrição) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2014.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/8957
Document date: 11-Jun-2014
Appears in Collections:Nutrição (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DéboraSilvadosReisTCCGraduação2014.pdfMonografia(Graduação)797.53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.