Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/9058
metadata.dc.type: Artigo
Title: Tupinismos e africanismos no português brasileiro: reflexões sobre o preconceito lexical
metadata.dc.creator: Jesus, Karina Arruda de
metadata.dc.contributor.advisor1: Aragon, Carolina Coelho
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar possíveis preconceitos lexicais existentes em palavras de origem Tupi e Banto no “Dicionário Houaiss da língua portuguesa” e no “Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa”. Para tanto, a análise baseia-se em pressupostos teóricos relacionados à constituição lexical brasileira, o processo de produção de dicionários brasileiros e a contribuição das línguas indígenas e africanas para o português usado no Brasil, fatores esses que influenciaram na construção dos verbetes analisados. A pesquisa em questão procura reforçar a contribuição das línguas indígenas e africanas no processo de constituição da língua nacional do Brasil e constatar possíveis preconceitos existentes nos significados atribuídos a algumas palavras oriundas das línguas supracitadas. Para isso, serão observados os verbetes que apresentam significação vinculada a fatores históricos, levando em consideração as vertentes de expressão do preconceito lexical. Por conseguinte, conclui-se que há marcas preconceituosas relacionadas à raça e à classe social nas palavras de origem indígena e africana.
Abstract: The present paper aims to analyze possible lexical prejudices existing in the Houaiss dictionary of the Portuguese language and in the New Aurelian dictionary of the Portuguese language originated by the Tupi and Banto languages. In this sense, the analysis is based on theoretical assumptions related to the Brazilian lexical construction, the process of producing Brazilian dictionaries and the contribution of the indigenous and African languages to the Portuguese used in Brazil, which influenced the construction of the entries analyzed. The research in question seeks to reinforce the contribution of the indigenous and African languages in the formation process of the national language of Brazil and to verify possible prejudices existing in the meanings attributed to some words from the above mentioned languages. Consequently, the entries that have significance linked to historical factors will be observed, taking into account the expressions of lexical prejudice. For this reason, we concluded that there are marks related to race and social class prejudice in the words of indigenous and African origin.
Keywords: Preconceitos lexicais
Dicionários
Contribuição linguística
Etimologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
metadata.dc.publisher.initials: UCB
metadata.dc.publisher.department: Escola de Educação, Tecnologia e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Letras (Graduação)
Citation: JESUS, Karina Arruda de. Tupinismos e africanismos no português brasileiro: reflexões sobre o preconceito lexical. 2017. 22 f. Artigo (Graduação em Letras) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/9058
Issue Date: 2017
Appears in Collections:Letras (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KarinaArrudaDeJesus.pdfArtigo600.68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.