Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/9065
Type: Artigo
Title: Deficiência de vitamina B1 em adolescentes
Author(s): Ribeiro, Henrique Persch
First Advisor: Araújo, Silvana Reigota Naves de
Summary: Introdução: A vitamina B1 ou tiamina é uma vitamina hidrossolúvel essencial para o metabolismo dos hidratos de carbono. É encontrada em altas concentrações em músculos, órgãos e tecido cerebral. Dentre as inúmeras fontes de vitamina B1, estão a levedura de cerveja seca, a carne (porco, cordeiro, vaca), aves, cereais de grão inteiro, leguminosas, etc. Por ser hidrossolúvel, um pouco menos da metade da tiamina é perdida durante o processo de cozimento dos alimentos. A necessidade diária de tiamina deve ser de 0,9 mg dos 9 aos 13 anos, de 1,2 mg dos 14 aos 18 anos, de 1,0 mg para mulheres acima de 18 anos e de 1,2 mg para homens acima de 18 anos, segundo as DRI’s. Nesse sentido, o presente estudo objetiva avaliar o consumo de vitamina B1 por adolescentes e sua relação com sinais e sintomas característicos da sua deficiência. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado com adolescentes do Centro Interescolar de Línguas do Guará I - DF. A coleta de dados foi feita através de questionário contendo indicadores para avaliar a deficiência de tiamina, tais como história alimentar, recordatório 24 horas do consumo habitual e presença de sinais e sintomas relacionados a essa deficiência. Resultados e Discussão: A amostra foi de 12 adolescentes, sendo 75% do sexo feminino. A média de idade foi de 13 anos e 6 meses. Todos são naturais de Brasília-DF e a metade reside onde o estudo foi realizado, porém a outra metade que reside aos arredores da cidade são os que menos frequentam fast-food’s e são os que mais fazem refeições diárias. A maioria relatou pelo menos alguma alergia, intolerância e/ou aversão alimentar. Foi notado que mais da metade (66,66%) dos adolescentes avaliados apresentou pelo menos um sinal e sintoma característico da deficiência de tiamina. A metade da amostra referiu realizar menos de cinco refeições diárias. O cálculo de ingestão diária de vitamina B1 também foi feita e comparada com as recomendações nutricionais para sexo e idade, sendo que a metade também estava abaixo das recomendações diárias. Conclusão: O consumo de vitamina B1 está prejudicado pelos hábitos alimentares errôneos dos adolescentes, seja pela monotonia alimentar, pelo baixo número de refeições diárias realizadas, pela troca de refeições mais saudáveis por fast-foods e como também por alergias, intolerâncias e/ou aversões alimentares de alimentos fonte de vitamina B1.
Abstract: Introduction: Vitamin B1 or thiamine is a water soluble vitamin essential for the metabolism of carbohydrates, is found in high concentrations in muscles, organs, and brain tissue. Among the many sources of vitamin B1 are brewer's dried yeast, meat (pork, lamb, beef), poultry, whole grain cereals, legumes, etc. Because it is water soluble, slightly less than half of thiamin is lost during the cooking process of foods. The daily requirement of thiamine should be 0.9 mg of 9 to 13 years, 1.2 mg of 14 to 18 years, 1.0 mg for women above 18 years and 1.2 mg for men over 18, according to the DRI's. Accordingly, this study aims to assess the intake of vitamin B1 by adolescents and its relationship with characteristic signs and symptoms of their disability. Materials and Methods: This was a cross-sectional study conducted with adolescents Interscholastic Center for Languages of the Guara I - DF. Data collection was done through a questionnaire containing indicators for assessing thiamine deficiency, such as food history, 24-hour dietary recall of usual intake and presence of signs and symptoms related to this deficiency. Results: The sample consisted of 12 adolescents, 75% were female. The mean age was 13 years and 6 months. All were born in Brasília-DF and half lies where the study was conducted, but the other half residing in the surroundings of the city are the that least frequent fast-food's and are the ones that make daily meals. The majority reported at least some allergy, intolerance and / or food aversion. It was noted that more than half (66.66%) of the adolescents studied had at least one signal and characteristic symptom of thiamine deficiency. Half of the sample reported performing fewer than five meals a day. The calculation of daily intake of vitamin B1 was also taken and compared with the nutritional advice on sex and age, and was well below half of the daily recommendation. Conclusion: Consumption of vitamin B1 is hampered by inadequate diets of adolescents, whether for food monotony, for low number of daily meals eaten or by exchanging healthier meals for fast food and as well by allergies, intolerances and / or food aversions of food source of vitamin B1.
Keywords: Deficiência de tiamina
Vitamina B1
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Nutrição (Graduação)
Citation: RIBEIRO, Henrique Persch. Deficiência de vitamina B1 em adolescentes. 2014. 19 f. Artigo (Graduação em Nutrição) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2014.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ucb.br:9443/jspui/handle/123456789/9065
Document date: 2014
Appears in Collections:Nutrição (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HenriquePerschRibeiroTCCGraduação2014.pdfArtigo3.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.